Since the last decade of the twentieth century, there has been greater audiovisual collaboration between Latin American and Spanish filmmakers and producers. The year 1998 saw the creation of Ibermedia, a program that brings together Spain and Latin American countries to collectively encourage coproductions. While it is true that the participation of Spain, a country in which Ibermedia has headquarters, and the stipulation that Spanish actors be used in the group's productions gave the impression that it was a neocolonial project, in its twenty years of existence, Ibermedia has led to continuous production of Latin American films. This essay is the first of its kind, tracing the influence of Ibermedia in the development of Uruguayan cinema in the period 1998–2018. Using data from Ibermedia and the Uruguayan Cinema and Audiovisual Institute (ICAU 2008), it is clear that Ibermedia's contributions have not only encouraged sustained film production in Uruguay and boosted the cinematographic careers of two generations of directors, but they also contributed to the passing of the 2008 film law and the creation of the ICAU. However, this study also shows that the Uruguayan coproductions financed by Ibermedia take a long time to be released and, with some exceptions, perform poorly at the box office, although they earn important awards and nominations.

Desde la última década del siglo XX, existe una mayor colaboración audiovisual entre cineastas y productores latinoamericanos y españoles. En 1998, surgió Ibermedia, un programa que nuclea a países latinoamericanos y España que participan de un fondo común que fomenta coproducciones. Si bien es cierto que la participación de España, país en el cual Ibermedia tiene domicilio legal, y la condición de utilizar actores españoles dieron la impresión de que se trataba de un programa neocolonial, en sus veinte años de existencia, Ibermedia ha propiciado una producción continua de películas latinoamericanas. Este ensayo es el primero de su clase, que traza la influencia de Ibermedia en el desarrollo del cine uruguayo en el período 1998–2018. Utilizando datos de Ibermedia y del Instituto de Cine y Audiovisual del Uruguay (ICAU 2008), es posible ver cómo los aportes de Ibermedia no solo alentaron una producción uruguaya sostenida que ha impulsado las carreras cinematográficas de dos generaciones de directores, sino que también contribuyeron a la aprobación de la ley de cine del 2008 y la creación del ICAU. Sin embargo, este estudio también pone en evidencia que las coproducciones uruguayas financiadas por Ibermedia se demoran en ser estrenadas y, con algunas excepciones, tienen un débil desempeño en las taquillas, aunque consiguen premios y nominaciones de importancia.

Desde a última década do século XX, ocorre maior colaboração entre cineastas e produtores latino-americanos e espanhóis. O ano de 1998 testemunhou a criação do Ibermedia, programa que reúne a Espanha e países da América Latina para incentivar coletivamente coproduções. Enquanto é verdade que a participação da Espanha, país onde o Ibermedia possui residência legal, e a estipulação que atores espanhóis possam ser usados em produções do grupo dão a impressão de que o projeto seja necolonial, em seus vinte anos de existência o Ibermedia levou à produção contínua de filmes latino-americanos. Este ensaio é o primeiro de seu gênero, traçando a influência do Ibermedia no desenvolvimento do cinema uruguaio no período de 1998 a 2018. Usando dados do Ibermedia e do Instituto Uruguaio de Cinema e Audiovisual (ICAU 2008), fica claro que as contribuições do Ibermedia não apenas incentivaram a produção sustentada de filmes no Uruguai, como também impulsionaram as carreiras cinematográficas de duas gerações de diretores. Eles também contribuíram para a aprovação da lei cinematográfica de 2008 e a criação do ICAU. No entanto, este estudo também mostra que as coproduções uruguaias financiadas pela Ibermedia demoram muito tempo para serem divulgadas e, com algumas exceções, apresentam um desempenho ruim nas bilheterias, embora recebam importantes prêmios e indicações.

You do not currently have access to this content.